Março 2020
COVID-19 | Setor aguarda medidas “prementes e indiscutíveis”

COVID-19 | Setor aguarda medidas “prementes e indiscutíveis”

A CPCI – Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário alerta para os impactos do atual surto pandémico da Covid-19 nas empresas do setor da Construção.

Em comunicado, o órgão de cúpula da fileira da Construção e do Imobiliário refere que, “apesar de ainda não ser possível apurar a real dimensão desta situação extraordinariamente séria e grave, as consequências imediatas sobre a generalidade das empresas são já muito significativas” e defende que “este é momento de agir, assegurando mecanismos efetivos e orientados para este tecido empresarial”.

Entre as medidas preconizadas pela CPCI e por ela consideradas “prementes e indiscutíveis” estão: a suspensão, até ao final do ano, do pagamento de impostos, incluindo o IMI e o AIMI; apoiar financeiramente os encargos com o pessoal; o pagamento imediato a todos os fornecedores do estado; e a criação de uma linha de crédito específica para a Construção e Imobiliário, com uma taxa de juros máxima de 1%, recorrendo-se para tal aos instrumentos financeiros europeus.

Veja o desenvolvimento desta notícia em www.jornaldaconstrução.pt


Ver todas as Noticias
1235